sw280497

Por que meu cérebro traduz tudo?


Já sonhou que você estava falando na língua estrangeira?

Sim?! Então a língua já esta internalizada.

Não?! O que você precisa para que este processo aconteça? Fomente a sua memória sensorial.

A memória sensorial é aquela que nos permite reter as informações que chegam até nós através dos sentidos, podendo ser estímulos visuais, auditivos, gustativos, olfativos, táteis ou proprioceptivos. Read more no post: https://smartwaycenter.org/post/como-usar-melhor-a-memória-na-aquisição-da-linguagem

Assim aprendemos a língua materna, e assim aprenderemos a língua estrangeira. Pense nas experiências, no tempo em que você vivência a língua materna, quantas emoções já sentiu, quantos sabores, perfumes, e texturas enquanto falava a língua materna. Assim é natural que o seu cérebro busque a língua materna durante o aprendizado da língua estrangeira, ele percebe o mesmo sentimento de alguma vivência na língua materna e o faz lembrar durante a aquisição da língua estrangeira.

Se você quiser de uma vez por todas internalizar a língua estrangeira, exponha-se, crie as suas vivências na língua estrangeira, não use as da língua materna como bengala.

Mas como fazer o seu cérebro compreender que existe um outro código linguístico na sua vida agora? Trazendo a língua estrangeira para a sua rotina:

1. Descreva mentalmente o que está fazendo na língua estrangeira sempre que sentir emoções fortes, positivas e significativas.

2. Deixe o seu computador, celular na língua estudada, vai aumentar o seu contato diário com o idioma, traga a língua estrangeira para a sua rotina.

3. Assista filmes na língua estudada, read more no post: https://en.smartwaycenter.org/post/dicas-de-como-estudar-línguas-estrangeiras-em-casa

4. Faça a lista do supermercado na língua estrangeira, uso um app na língua estudada por exemplo: se você estuda italiano, baixe o “Listonic”.

5. Leia as notícias em jornais de países diferentes, tipo o número de casos do covid anunciado em um determinado país é igual no comparativo dos jornais? Crie desafios para encontrar uma determinada informação.

6. Sempre leia livros na língua original do autor. Por mais que uma tradução seja bem feita, na língua do escritor estaremos lendo melhor a linguagem implícita da obra devido a sequência de palavras escolhidas no momento da criação da mesma. Sem mencionar a quantidade de vocabulário que adquirimos. Comece por leituras simplificadas, próprias para quem estuda a língua estrangeira como ESL, no caso do Inglês.

7. Em viagem ou em contato com um estrangeiro, jamais perca a oportunidade de se comunicar, se esqueceu uma palavra, não desista, lembre-se há sempre mais do que uma maneira de se expressar algo. Por exemplo, se você está tentando explicar a alguém que perdeu sua chave, mas não consegue lembrar a palavra “key” em Inglês, pode dizer “I can’t open my door because it’s locked,” ou “I can’t get into my house, I lost the thing you use to unlock the door.”

Se você trouxer a língua estrangeira para o seu dia a dia e não ficar submetido somente ao encontro com o seu professor, eu garanto que a internalização da mesma vai ser muito mais rápida. Desafie-se, divirta-se, aprender é libertador.


51 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

(53) 98114-2754

R. Félix Xavier da Cunha, 613 - Centro, Pelotas - RS, 96010-000

Brasil, Brazil, Brasile

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube